Inspiração e Aprendizado

Depois de oito anos na presidência dos Estados Unidos, Barack Obama compartilha ideias e visões e se mantém em alta na opinião pública mundial.
Educação, tecnologia, cenário econômico. Esses temas tão atuais e recorrentes do cotidiano e que refletem no dia a dia dos negócios não poderiam ficar de fora da apresentação de Barack Obama, que esteve no Brasil e reuniu uma plateia de mais de 10 mil pessoas no VTex Day, em São Paulo. Mas, o assunto “pessoas” foi o que mais marcou e inspirou as lideranças e profissionais que tiveram a chance de ouvir o ex-chefe da Casa Branca por cerca de 1 hora durante o evento.
Para Obama, a diversidade em locais de poder e decisão é fundamental. Ele disse que sabia que tomaria boas decisões se tivesse em sua equipe pessoas de quem discordasse. Além da importância do ponto de vista das mulheres, já que ter pessoas do mesmo sexo e que pensam da mesma forma não permite um olhar diferente. Assim, ter pessoas diferentes é o que vai ajudar na tomada de decisões, independentemente do cargo que se tenha.
Sobre equipe e liderança, Obama reforçou que um bom líder não é quem tem respostas, mas quem faz as perguntas certas. Ele, aliás, afirmou ter sido essa a sua grande força durante o tempo em que foi presidente dos Estados Unidos. Criar uma boa equipe também é importante e, sobre o tema, Obama disse que um líder é tão bom quanto a equipe que consegue construir.
Otimismo e resiliência foi uma das características do discurso de Obama que reforçou que, no futuro, as máquinas terão seu lugar, mas apenas para os trabalhos repetitivos, e que só pessoas é que são capazes de pensar e inspirar. E é com esse pensamento que os jovens precisam ser inspirados, e que só os países – e aí podemos levar a dica para o dia a dia – que aplicarem isso na prática é que serão os mais bem-sucedidos.
Em relação a desafios, Obama disse que, para muitos, o medo do fracasso é o maior e que é preciso ser corajoso. “As cicatrizes dos erros são as lições que te dão confiança para seguir diante na vida”, resumiu.